O surto global de Covid-19 forçou muitas farmácias a encontrar formas inovadoras de operar, colmatando a queda na procura de certos produtos e serviços. A chamada Low Touch Economy é uma realidade que chegou para ficar e, nestas “águas nunca antes navegadas”, é imperativo saber como usar a tecnologia para superar os desafios apresentados às farmácias. Saiba tudo, neste artigo!

Low Touch Economy: o que é?

Nos últimos tempos, temos vindo a assistir à transição de uma economia de intenso contacto para uma economia de contacto mais prudente e limitado. Um contexto ao qual a renomada consultora multinacional – Board Innovation – apelidou de Low Touch Economy e uma realidade à qual muitas empresas se vêm forçadas a adaptar: incluindo as farmácias.

O “novo normal” conduziu à transformação de indústrias e hábitos de consumo em todo o mundo. O que outrora era norma, hoje é vetado. Gestos instintivos como apertos de mão deixaram de o ser. As mudanças preconizadas pela Low Touch Economy forçam a adoção de novas diretrizes operacionais que mudam por completo a forma como se vive em sociedade e a maneira como se concretizam negócios.

Qual o papel da tecnologia na economia Low Touch?

A verdade é que, na Era da Low Touch Economy, a necessidade de preservar o distanciamento social e limitar o número de interações necessárias, conduz um número cada vez maior de utentes a experimentar novos produtos e formas de usufruir de serviços. Assim, para fazer face a todas as exigências e dificuldades que se impõem, muitas farmácias tiveram de fazer novas acomodações logísticas, instalar novos equipamentos de proteção, aderir à comercialização remota de produtos ou encontrar alternativas para prestar serviços de saúde à distância. Ou seja, atualmente, a tecnologia é um verdadeiro catalisador de cenários de trabalho flexíveis e modelos de negócio alternativos que nenhuma farmácia deve ignorar.

Graças a plataformas de e-commerce, por exemplo, cada vez mais farmácia são capazes de fornecer aos seus utentes produtos e serviços de saúde fora dos seus limites espaciais. Por outro lado, é muito comum encontrar, no espaço da farmácia, tecnologia de rastreio térmico ou soluções de pagamento contactless. Mas não é só!

Como a tecnologia apoia as farmácias no redesenhar do seu modelo de negócio?

Embora estejamos longe de voltar ao normal, existem diversas e inovadoras soluções tecnológicas que estão a ajudar as farmácias a regressar ao ritmo habitual, de forma mais segura e racional. Por exemplo:

1 – SISTEMAS DE DESINFEÇÃO UVC

Os sistemas de Desinfeção UVC quebram a estrutura de DNA de bactérias, vírus, micróbios ou fungos com lâmpadas que emitem energia luminosa ultravioleta, cuja radiação causa a morte de células em crescimento e/ou células regenerativas. Tratam-se, fundamentalmente, de ferramentas profundamente úteis na remoção de micro-organismos que provocam doenças residentes em áreas comuns. Neste aspeto, o tempo de radiação, a potência do projetor e a distância das superfícies são fatores a considerar no cálculo do espaço a desinfetar.

As unidades com sistemas de Desinfeção UVC só podem ser ativadas em áreas livres, durante horas de completa desocupação. Isto é, os equipamentos só deverão ser ativados antes ou depois do horário de trabalho ou durante intervalos intermitentes. Desta forma, o ar ambiente de qualquer ambiente interno é desinfetado em segurança, sem risco de danos.

2 – CONTROLSTATION

Como resposta às atuais exigências de controlo sanitário, o ControlStation permite a medição da temperatura corporal a 50 centímetros de distância, sem qualquer necessidade de toque ou aproximação. Trata-se de um quiosque multimédia de última geração, com dispensador de álcool gel automático, frequentemente utilizado para controlar a entrada de utentes na farmácia e certificar o uso de máscara. Para além disso, possui um ecrã de 8.0″ IPS LC para o display de ofertas e promoções.

3 – DIGITAL SIGNAGE

O Digital Signage é uma solução flexível e escalável que permite conectar pessoas e ideias de forma constante e envolvente. Trata-se de uma plataforma web que permite realizar a gestão remota de conteúdos com índole informativa e/ou comercial. Uma lista que incluí a monotorização de filas de espera/atendimento, a criação de conteúdo interativo, a administração de ementas digitais ou a programação de etiquetas digitais.

4 – DISPENSADOR DE SENHAS MULTIMÉDIA

Concebido para agilizar o fluxo de clientes em loja, o Dispensador de Senhas Multimédia emite tickets em papel ou e-tickets que evitam o aglomerar de pessoas em torno dos balcões de atendimento. Este equipamento conta com um leitor de cartões/código de barras e um sistema de gestão cloud para a efetiva monotorização de filas de espera, em estabelecimentos comerciais. A plataforma de gestão deste equipamento centraliza a informação, em tempo real. Assim, a partir de qualquer dispositivo móvel, é possível monitorizar a entrada de clientes e saber quantas pessoas estão à espera, em cada uma das filas da farmácia.

Com estes dados, as farmácias podem facilmente aceder a múltiplas e variadas estatísticas referentes ao atendimento. Análises que podem levar à otimização da capacidade de resposta e à melhoria do serviço prestado.

Logitools: para a correta adesão à Low Touch Economy

Para além do nosso software de gestão cloud, comercializamos soluções tecnológicas complementares que visam apoiar as farmácias nacionais na correta adesão à Low Touch Economy. Portanto, se procurar adaptar o seu negócio à economia low-touch de forma a permanecer flexível e em constante evolução: Fale connosco!

Fale connosco

Entre em contacto connosco



    facebook.com/logitools

    linkedin.com/company/logitools

    +351 222451554

    Rua Felizardo Lima, 30, 4100-341, Porto, Portugal