A atual epidemia intensificou os níveis de engajamento dos internautas para questões de saúde. A curiosidade das pessoas em relação ao seu bem-estar físico e psicológico conduziu a uma verdadeira explosão da procura online. Inevitavelmente, muitos estabelecimentos têm vindo a explorar as potencialidades das plataformas de e-commerce de farmácia. Descubra, neste artigo, como permanecer competitivo, num mercado tão feroz como o atual!

E-commerce de Farmácia: como criar uma estratégia vencedora?

A gestão de comércio eletrónico requer competências transversais que vão do marketing ao SEO, da análise de dados à criação de conteúdos. Como tal, se ainda está a ponderar se deve ou não criar um e-commerce de farmácia, saiba que para garantir o seu sucesso, é necessário muito tempo e dedicação. Ou seja, antes de mais, deverá definir uma direção e uma estratégia claras. Recomendamos começar por analisar a sua concorrência e o seu público-alvo. Após definir os objetivos que pretende atingir, é essencial realizar um estudo aprofundado sobre a forma como os seus concorrentes se posicionam na web e escolher a plataforma certa. Depois, chegou a hora de adotar estratégias digitais pertinentes e eficazes. Descubra algumas!

Estratégias digitais para E-commerce de Farmácia

De acordo com as mais recentes estatísticas, quase metade da população mundial utiliza a internet de forma regular, sendo que cerca de 3,5 mil milhões de pessoas são utilizadoras assíduas das redes sociais. Isto significa que para vender online não é apenas necessário criar uma plataforma de e-commerce de farmácia. Para ser realmente bem-sucedido, é fundamental criar uma estratégia de marketing digital focada na experiência de compra do utente e especialmente norteada pelas boas práticas de SEO (Search Engine Optimization), por exemplo:

1 – Certifique-se que o Site é Responsivo

Em paralelo com a disseminação dos dispositivos móveis, o comercio eletrónico é uma realidade cada vez mais premente. Como tal, a maioria das pessoas que compra online fá-lo através do telemóvel. Uma realidade que obriga à criação de sites responsivos. Isto é, sites cujo design é capaz de se adaptar ao tamanho de diferentes ecrãs. Ou seja, para que um site de comércio eletrónico funcione, ele deve ser desenvolvido para facilitar o processo de compra, em qualquer dispositivo eletrónico com acesso à internet.

2 – Produza conteúdo otimizado

Para garantir que os internautas encontram a sua plataforma de comércio eletrónico com relativa facilidade, deve começar por entender como funcionam os algoritmos do Google. Assim, antes de mais, é importante entender que quando falamos de SEO, falamos também de Page-Rank – uma espécie de “nota” que o Google atribui a cada página web, com base numa série de critérios. Estes critérios prendem-se na relevância do conteúdo de cada página em relação à palavra-chave pesquisada pelo internauta. Por exemplo, se a pessoa procura no google por “produtos de dermocosmética” (uma keyword com 90 pesquisas mensais em Portugal), o algoritmo vai apresentar-lhe as páginas web com maior informação a respeito. Ou seja, se quer aumentar os níveis de tráfego orgânico do seu website, deve então produzir e divulgar conteúdo informativo e de qualidade a respeito de cada categoria de produtos e a respeito de cada produto que essa categoria engloba. Melhor dizendo, não basta apenas falar de “produtos de dermocosmética”, deve também descrever as características, os efeitos e a composição do “Serum Hidratante” da Vichy ou do “Creme de Noite” da Caudalíe.

3 – Cultive relações de confiança

Comunicar diretamente com os seus clientes é crucial para o sucesso de qualquer negócio, mesmo no meio digital. Ora, é precisamente neste ponto que entra o e-mail marketing! Um método de marketing que, quando utilizado corretamente, pode tornar-se muito rentável. Uma vez que é direcionado a pessoas que já tenham comprado no seu e-commerce de farmácia ou autorizado o seu contacto, o e-mail marketing é uma estratégia muito eficaz, visto que estas pessoas já estão recetivas a receber ofertas promocionais, notícias ou informação pertinente. Assim, através de qualquer plataforma de automação de e-mail marketing, como o E-Goi ou o MailChimp, poderá contactar diretamente os seus clientes e promover os produtos que comercializa de forma eficaz. Poderá também escrever aos seus clientes para agradecer a sua preferência e convidá-los a deixar um comentário sobre a experiência no seu e-commerce. Isto aumenta a notoriedade da plataforma e gera mais tráfego orgânico para a mesma.

4 – Tire partido das Redes Sociais

Dado o crescimento vertiginoso do número de utilizadores das redes sociais, torna-se imprescindível tirar partido do seu alcance para promover a sua plataforma de e-commerce. No entanto, aqui o objetivo deve ser simplificar as escolhas do seu consumidor, através da divulgação regular da marca e dos produtos. Ademais, se quer chegar a um maior número de clientes, vale a pena considerar o investimento em campanhas pagas. Assim, mesmo que não existam garantias em termos de receita, as campanhas pagas do Facebook, do Linkedin ou do Instagram aumentam o alcance da divulgação, certificando que ela chega a mais pessoas.

Crie o seu e-Commerce de Farmácia com a Logitools! 

Ofereça aos seus utentes a possibilidade de marcar consultas, comprar produtos, encomendar medicamentos, gerir reservas ou consultar receitas, de forma simples, descomplicada e à distância. Crie o seu e-commerce de farmácia com a Logitools e tire proveito de uma plataforma flexível, responsiva e personalizada, desenvolvida a pensar nos seus utentes. Fale connosco!

Fale connosco

Entre em contacto connosco



    facebook.com/logitools

    linkedin.com/company/logitools

    +351 222451554

    Rua Felizardo Lima, 30, 4100-341, Porto, Portugal