Alterar e ajustar os preços exibidos nas gondolas e nos lineares da farmácia não é tarefa fácil, especialmente quando é realizada de forma manual. A verdade é que os ajustes manuais de preços consomem tempo e recursos. Ao realocar os recursos que gastaria com a gestão de preços e stocks, o farmacêutico pode investir naquilo que realmente importa: o atendimento ao utente. Ora, com a etiqueta eletrónica nas prateleiras da farmácia, passa a ser possível controlar e otimizar a gestão de preços de forma simples e eficaz, sem perdas de tempo, lapsos ou imprecisões. Entenda por que razão, neste artigo!

A transformação digital da farmácia

Atualmente, os utentes estão mais conectados do que nunca. Eles têm expectativas mais altas e demoram menos tempo a tomar decisões de compra devido, essencialmente, à velocidade dos canais digitais de comércio eletrônico. Os farmacêuticos sentem a mutação do tempo e procuram novas formas de melhorar o atendimento presencial ao utente.

A realidade é que o comércio eletrónico tem vindo a preconizar a mutação dos métodos de trabalho associados à farmácia. Assim, digitalizar é a nova palavra de ordem na indústria farmacêutica! Mesmo no ponto de venda, esta mudança afeta todos os aspetos da prestação de serviços de saúde. Seja com a implementação de ecrãs multimédia ou com a simples colocação de etiquetas eletrónicas nas prateleiras, o digital está a entrar com reconhecida força no universo farmacêutico!

Etiqueta Eletrónica: do que se trata?

A etiqueta eletrónica – também conhecida como ESL (Eletronic Shelf Labelling) – é uma ferramenta utilizada para exibir preços e detalhes de produtos. Nas farmácias, a etiqueta eletrónica é normalmente fixada na borda frontal das gondolas e dos lineares.

Através de uma rede de comunicação sem fios, a etiqueta eletrónica é automaticamente atualizada, eliminando a necessidade de manuseamento. Com monitores LCD ou tinta virtual, este dispositivo tem um alcance viável, com uma bateria que lhe confere considerável tempo de vida útil.

As vantagens da implementação de etiquetas eletrónicas nas farmácias

Para além de exibirem, de forma clara e uniforme, informações valiosas para os utentes, as etiquetas eletrónicas oferecem ao farmacêutico uma plataforma interativa para personalizar ofertas e incentivos às preferências individuais ou segmentadas dos seus utentes. Ao invés de reduzir a interação com o utente, a etiqueta eletrónica melhora questões relacionadas com o custo-efetividade de recursos e a eficiência geral dos fluxos de trabalho.

Os sistemas automatizados por detrás das etiquetas eletrónicas atuam na redução do tempo operacional e dos custos associados à gestão de preços. Para além disso, estes sistemas incrementam consideravelmente a precisão dos preços apresentados aos utentes e permitem dinamizar a exposição dos produtos de parafarmácia nos lineares.

A possibilidade de alterar preços de forma automática e centralizada, permite ao farmacêutico agilizar as operações de backoffice, podendo facilmente atender às exigências do utente, ajustar os preços aos níveis de stock, conferir prazos de validade à distância ou exibir promoções.

Quando ligada ao sotfware de gestão da farmácia, a etiqueta eletrónica também proporciona a emissão de alertas relacionados com a falta de produtos expostos em determinada área da farmácia, alertando para a necessidade de reabastecer. Por outro lado, ao recorrer à tecnologia que se esconde por detrás da etiqueta eletrónica, o farmacêutico poderá eliminar erros e imprecisões.

Fale connosco

Entre em contacto connosco



facebook.com/logitools

linkedin.com/company/logitools

+351 222451554

Rua Felizardo Lima, 30, 4100-341, Porto, Portugal